busca

396294

Desde o dia 11 de abril, data em que a São Francisco Saúde assumiu a operacionalização do MT Saúde, foram solicitados e autorizados 25.669 procedimentos médico-hospitalares em todo o Estado de Mato Grosso.

Além disso, também foram realizadas 4.546 consultas nos pronto-atendimentos, 536 atendimentos em ambulatórios, 184 internações, 131 procedimentos de oncologia, hemoterapia e nefrologia, 114 de fisioterapia, 48 de terapias e 35 procedimentos oftalmológicos. Os dados foram apresentados pelo superintendente da São Francisco Saúde, Lício Cintra, em reunião na manhã de segunda-feira (11.06) com representantes do Fórum Sindical de Mato Grosso.

Segundo o presidente do MT Saúde, Gelson Smorcinski, os dados demonstram que mesmo com os transtornos causados pela troca de operadora e principalmente pela resistência da rede médica credenciada em voltar a atender pelo plano de saúde do servidor público, nenhum beneficiário ficou sem ser atendido. “Todos os usuários que procuraram o plano foram atendidos. No começou houve um pouco de demora nos atendimentos, mas agora já estamos regularizando essa situação com as liberações on-line e a chegada das novas carteirinhas”.

O diretor-regional da São Francisco Saúde, Augusto Amaral, explicou que a rede credenciada atual é suficiente para realizar em 100% o atendimento dos usuários do plano MT Saúde. “Os beneficiários hoje já podem acessar a rede credenciada por meio do site do plano, mas nós também estaremos publicando essa lista em jornais de grande circulação até o fim desta semana”, afirmou.

Nestes meses de junho e julho também estarão sendo entregues as novas carteirinhas dos usuários, por meio de uma parceria com os sindicatos dos servidores. Os servidores que não forem sindicalizados também poderão retirar a carteirinha na sede do MT Saúde.

Ele também lembrou que a São Francisco Saúde já realizou o pagamento da rede que prestou serviços ao plano a partir da data em que a operadora assumiu o MT Saúde. “A data que havíamos passado era dia 10 de junho, mas adiantamos e realizamos o pagamento no dia 06 de junho, antes de feriado”.

Amaral alertou que alguns prestadores de serviço ainda não receberam os valores referentes ao período devido a problemas de documentação e por não terem apresentado todos os dados necessários para a realização do pagamento. “Pedimos que estes prestadores entrem em contato conosco para resolvermos essas questões”, completou.

O diretor regional também ressaltou que, para consultas e exames de rotina, não é necessário que o beneficiário se dirija até o MT Saúde para retirar a guia de autorização, já que o processo de autorização é feito pelo próprio prestador através do sistema on-line, do 0800 e também por fax.

Fonte: www.odocumento.com.br